Terça-feira, 5 de Abril de 2011

Um Passeio Por Viseu

Um Passeio Por Viseu

 

Um casal decidiu ir passar os dias de férias a Viseu, durante esse tempo queriam passear pela cidade, para fugir da rotina, aproveitar a vida, conhecer cidades novas, tirar uns dias para namorar num local mais sossegado, sem estarem sempre a encontrar os amigos, queriam momentos mais íntimos. Na primeira noite ficariam numa tenda como nunca fodido numa tenda, e queriam explorar coisas novas, foram aventurar-se.

 

Certo dia andavam a tirar fotos aos monumentos, às ruas, às paisagens, e paravam algumas vezes pelo caminho, riam-se e beijavam-se à medida que iam caminhando, iam passando as mãos pelo corpo um do outro, entram e continuam a provocar-se, encontram um monumento sem ninguém lá dentro a visitar e onde lhes parece que seja o local mais indicado para passar alguns momentos loucos e cheios de tesão, e como a cada momento que passava o desejo de se possuírem aumentava, e como estavam sozinhos, cometeram o risco de continuarem nos linguados, nos “apalpões”, ao fim de alguns minutos nestes belos preliminares a Joana começa-lhe a desapertar os botões da camisa, a dar-lhe beijos no pescoço, no peito, e volta ao peito, beija-lhe a nuca, enquanto o Zé se ia contorcendo de prazer., sussurra-lhe ao ouvido palavras doces e amorosas. Volta a percorrer o corpo dele com beijos e carícias, passando pela barriga até chegar à zona das calças, desapertar o botão das calças e abrir-lhe o fecho, voltar ao pescoço, e sempre percorrendo o corpo com a língua dando-lhe beijos “lambidelas”. Depois de passar pelo pescoço vir descendo pela barriga, lamber-lhe o umbigo, despir-lhe os boxers com os dentes, tirou-lhe as cuecas, beijou-lhe as virilhas para lhe dar ainda mais prazer e torturar-lhe mais um bocadinho, passou às pernas antes de passar ao caralho dele, enquanto ele ia dizendo “ai Joana, estás maluca, aqui é muito arriscado, não devíamos fazer isto e se vem alguém”, ela retribui-o o recado “ xiu, cala-te deixa-me comer-te, aproveita mas é o momento, que este momento é nosso, não terás momentos assim todos os dias, por isso não percas tempo com esses pensamentos, pensa é em mim e na minha língua que te está a dar prazer e a torturar…” e o Zé ficou em silêncio enquanto a Joana continuava a divertir-se a passar a língua por aquele corpo que de certo modo lhe pertencia.

Os beijos dela deixavam-no perdido de desejo, embora ele estivesse receoso, mas a Joana continuava com as suas investidas e cada vez com mais vontade de o deixar completamente louco de tesão, continuo-lhe a beija e a lamber as pernas, até vir às coxas, veio ao rabo, começou a dançar com a língua outra vez à barriga, “como a Joana está a delirar com aquela tortura de preliminares”. Por final dos beijos e das carícias beijou-lhe as coxas e o rabo e foi às virilhas primeiro de um lado e depois do outro, antes de lhe atacar nos colhões e no caralho. O Zé já não aguentava muito mais que a Xana continuasse nestes preliminares, naquele vai e vem com os lábios, a língua então pedi-lhe “vá lá amor, lambe a piça, fazemos sexo e vamos embora daqui” a Joana riu-se e ripostou “pronto está bem ganhas-te, porque como te quero foder contigo ainda, desta vez escapas, mas da próxima já sabes…” Zé – “és doida demais para estas coisas, mas deixas-me doido e és uma mulher tão linda e espectacular”. A Joana passou ao broche, enquanto ele já se contorcia todo, entre lambidelas, beijos, investidas com a mão, grandes vai e vem com a boca e com a língua, o Zé disse-lhe, “ou introduzes já o caralho, ou não há foda para ninguém”! 

Acabaram de foder, beijaram-se no final, vestiram-se viram o resto do monumento, porque não tiveram tempo, mas entretanto tinha entrado um casal e quando passaram por esse casal que lhes sorriu e piscou o olho, sinal de terem gostado de ouvir as aventuras da Joana e do Zé... Continua.

publicado por provoca-me às 00:39
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Eva Plaisir com desejos

. Sexo oral só é pecado “ca...

. Ponto Quê? O Prazer no Fe...

. Eva Plaisir lê o texto Al...

. Orgias Homossexuais no Va...

. Mulher Abandonada

. Entrevista a Lilyanne Blo...

. Beijando

. Interview - Lilyanne Bloo...

. Vinho no corpo de uma mul...

.arquivos

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

páginas pessoais
blogs SAPO

.subscrever feeds